(51) 3904.3307 • (51) 98111-6666

Como funciona o serviço de monitoramento?

Com a ajuda de 3 componentes:

Transmissor

É um botão de ajuda em forma de colar ou pulseira* que está sempre junto do usuário. Em uma situação de emergência, o usuário aperta o botão.
*Existem outros diversos tipos de transmissores, como sensor de presença e alarme contra incêndio e fumaça. Consulte-nos para saber mais.

Console

É um aparelho conectado a linha de telefone que recebe um sinal de rádio enviado pelo transmissor quando o usuário aperta o botão de ajuda. Automaticamente, é iniciada uma chamada de emergência para a Central de Monitoramento.

Central de monitoramento

Local onde são atendidas as chamadas de emergência. Responsável por identificar a ocorrência e acionar o tipo de socorro adequado para o usuário - que vai desde avisar um vizinho ou parente, até chamar a polícia ou uma empresa de segurança.

Como funciona a central de monitoramento?

A central recebe as chamadas de emergência dos usuários monitorados por nossos clientes e conduz o atendimento de acordo com o procedimento combinado previamente. Uma chamada do sistema de emergência (SIREP), que conecta pessoas em situações de emergência a quem possa prestar socorro rápido, é diferenciada de um monitoramento de animais de estimação, por exemplo. O serviço se adapta às necessidades do seu cliente!

O sistema operacional da GCR foi desenvolvido com base nos parâmetros de uma das maiores empresas do mercado no mundo, a americana AvantGuard Monitoring. Além de utilizar o software de monitoramento da PatriotSystems, hoje a líder mundial deste mercado, prezamos pela parte humana do atendimento. Durante o socorro, o usuário da sua empresa não vai falar com uma máquina: ele será atendido por funcionários treinados para situações de emergência, o que aumenta a confiabilidade e eficiência da central da GCR.

Conheça o passo-a-passo de nosso atendimento:

1. A ligação de emergência é enviada para a unidade receptora;
2. O Patriot identifica a origem e o tipo de chamada, direcionando-a para o atendimento adequado;
3. Automaticamente, uma janela com o plano de ação do usuário aparece no computador do atendente da GCR;
4. Ciente de todos os dados do usuário que está ligando, o atendente abre o canal de voz para comunicação;
5. Imediatamente, ele coloca em prática o plano de ação, avisando familiares, vizinhos, amigos, médicos, a polícia, os bombeiros, serviços de ambulância ou qualquer outra pessoa cadastrada pelo usuário para prestar o socorro.